sexta-feira, 30 de março de 2012

Tecnologia na educação

Em pleno século XXI as escolas e universidades tem a missão da implementação de novas tecnologias na rotina de ensino-aprendizagem, na metodologia de ensino e didática. O que venho observando nos últimos tempos é que as escolas vem começando a adotar os Tablets como material didático, com o slogam "tablet: o livro digital". Muito mais do que apenas um livro no formato digital essa ferramenta possui inúmeros aplicativos de fácil acesso, pelo sistema de Android, que possibilita novos horizontes na metodologia e didática de ensino além de uma forma diferente de interatividade do aluno/professor, alunos/conteúdos, professores/conteúdos.

Todas essas facilidades requerem aprimoramento dos professores com treinamentos, formação continuada e principalmente interesse e entusiasmo para quebrar paradigmas entre tecnologia e educação.

Diante disso deixo uma sugestão de pesquisa sobre o assunto, o site de Prof. Marcos Barros

Pouco verde, água cara






Publicado no Jornal do Commercio, em 22.03.2012. Foto: Rodrigo Lobo/JC Imagem. Infográfico: Hernanto Barbosa/Editoria de Arte do JC.

Quanto menor a floresta em áreas de captação de água, maior o custo de tratamento para a Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa). É o que mostra, no Dia Mundial da Água, pesquisa comparativa realizada em dois reservatórios: o de Tapacurá, com menos de 4% de vegetação original, e o Açude do Prata, cercado de mata atlântica. No primeiro, os gastos com produtos químicos e eletricidade são quatro vezes e meio superiores.

A equipe do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), que realizou o levantamento, quantificou em R$ 0,668 por metro cúbico de água o custo evitado com o serviço ambiental da floresta. E propõe que a Compesa pague esse valor ao Parque Dois Irmãos, área protegida do governo do Estado onde está localizado o Açude do Prata.

Tanto o Açude do Prata, informa o biólogo Severino Ribeiro Pinto, como Tapacurá são unidades de conservação estaduais. “A proteção dessas áreas demanda recursos. É justo que a Compesa pague pelos serviços ambientais prestados pela floresta para a manutenção da qualidade da água”, considera o pesquisador, presidente do Cepan.

domingo, 18 de março de 2012

Cine NUPET


O NUPET está de volta com suas atividades e eventos de incentivo, possibilitando ampliar os horizontes do conhecimento.
Portanto, o núcleo esta promovendo o CINE NUPET, na qual inicialmente teremos apresentações de três filmes com posteriores discussões com mesas redondas. O LOCAL, AS DATAS E OS HORÁRIOS SEGUE NO CARTAZ DO EVENTO EM ANEXO. Atenção: A apresentação do filme e sua discussão junto a mesa, será realizada do mesmo dia, respectivamente nessa ordem citada.

TODAS AS ATIVIDADES DARÃO DIREITO A CERTIFICAÇÃO.

Contamos com a presença de todos,

quarta-feira, 7 de março de 2012

sexta-feira, 2 de março de 2012

Próximos Eclipses Solares Totais e Anulares no Brasil até 2050

Para você que perdeu a oportunidade de ver ou que ficou desapontado porque foi apenas parcial, fui buscar informações sobre previsões de Eclipse Solar Total no Brasil. Consultei no site da Nasa um serviço de previsão de eclipses. Nele é possível verificar em que região do planeta será visível.

A página é um pouco trabalhosa de manipular. A organização apenas pela data atrapalha muito procurar quando teremos eclipses por aqui. Fui obrigado a abrir cada uma das páginas até o ano de 2050 para construir a seguinte lista:
Eclipses Solares Totais visíveis no Brasil até 2050:
2045 – Total em vários estados da região Nordeste do País
2046 – Total em alguns municípios de Sergipe e Alagoas.

Menos deslumbrantes que os Eclipses Totais, temos os de segunda categoria: os Eclipses Anulares. Neste caso o Sol não é totalmente coberto pela Lua, porque o tamanho relativo dos dois astros está diferente devido à perspectiva. O efeito é que o sol vira um anel, com a lua gerando uma sombra em forma circular no interior do sol. Veja o efeito:





estrelacansada.blogspot.com

Ficou interessado? Então vejamos os casos de Eclipse Solar Anular:
Eclipses Solares Anulares visíveis no Brasil até 2050:
2023 – Anular em vários Estados da região Norte e Nordeste.
2028 – Anular em alguns Estados da região Norte.
2034 – Anular no Rio Grande do Sul, inclusive Porto Alegre.
2049 – Anular em Roraima e norte do Amazonas.

Melhorou, 2023 é daqui 16 anos. E convenhamos, uma viagem ao Nordeste é uma ótima viagem de qualquer maneira, com ou sem um eclipse anular. E isso é realizável. Uma viagem para Natal ou João Pessoa em 14 de outubro de 2023. Preço atual: Pacote 7 noites por 2.012 reais para dois adultos.

Vendo este preço, dá pra pensar viajar para outros países e acompanhar um Eclipse Total. A melhor opção é o eclipse de 2019, na Argentina e Chile. O custo não é proibitivo.
2019 – Eclipse Total para Argentina e Chile

Pacote de 2 noites por 828 dólares (1606 reais em14/09) para dois adultos. Seria visível da periferia sudoeste de Buenos Aires. Poxa vida! É mais barato ir para Buenos Aires do que ir para João Pessoa!!

E por fim se você não consegue esperar 12 ou 18 anos para atingir um objetivo, a opção mais extravagante é uma viagem para Ilha da Páscoa em 2011, daqui 4 anos:
2011- Eclipse Total na Ilha da Páscoa no Pacífico Sul

Pacote de 6 noites por 2962 dólares (dia 14/9: 5747 reais) para dois adultos.

Minha lista de coisas para fazer durante a vida inclui os clássicos escrever um livro, ter um filho e plantar uma árvore. Além de “Ver um Eclipse Solar Total”.

Como eu já escrevi um livro e já tenho filhos estou com 50% executado.
Fontes:
Nasa – Eclipse Home Page

Fonte: Tecnoclasta