segunda-feira, 23 de maio de 2011

Por que feijão e milho saem inteiros no cocô?





Se comer milho ou feijão inteiros, lá estarão eles nas nossas fezes do dia seguinte ou apenas algumas horas depois. Tenha certeza, certos grãos fezes é normal, e a razão pela qual vemos o milho e feijão intactos em grande parte diz respeito ao nosso sistema digestivo, e acredite, também tem a ver com a nossa evolução.

Há milhões e milhões de anos, nosso sistema digestivos era diferente. O homem primitivo não era um grande comedor de carne e tinha um aparelho digestivo mais eficiente para digerir matéria vegetal. Naquela época, dizem os especialistas, o apêndice provavelmente desempenhou um papel na digestão, diferente de hoje. Os dentes eram diferentes também, os molares eram grandes e os incisivos menores, isso significava poder mastigar e triturar melhor mesmo a matéria vegetal. Hoje temos dentes menores e mandíbula mais enfraquecida. Assim, nossos ancestrais, provavelmente não viam grãos de milho no seu cocô.

Mas o que isso tem a ver com o milho e o feijão nas fezes? Bem, com os dentes menores, mastigamos os alimentos parcialmente, como no caso do milho e feijão na qual o revestimento mais externo libera o grão mais interno. O revestimento externo do milho, por exemplo (a parte amarela), é quase que totalmente celulose, que hoje é incapaz de ser digerida com o aparelho digestivo que adquirimos com a evolução. Ele passa pelo intestino inteiro intocado, e sai parecendo um grão inteiro, apesar de ser somente a parte externa. O interior do grão é de amido e digerível, e essa é a parte que conseguimos de fato comer.

Para não ter nenhum milho ou feijão inteiro nas fezes, sugiro que mastigue três vezes mais o alimento ou que não os coma, pois eles possuem uma resistência incrível para suportar nossos sucos gástricos e passar ileso por todo intestino saindo livre e com a parte externa intacta.

3 comentários:

  1. Sinto um leve plágio do site diário de biologia!!

    ResponderExcluir
  2. Essa matéria parece um ctrl c ctrl v de outra matéria!

    ResponderExcluir